Vai dar tempo?

Chegou aquela época do ano: correria, confraternizações de todos os círculos de convivência, arrumação e decoração da casa, preparação para viajar, compras de presentes que não tem fim.

E como sempre nós falamos que o ano passou rápido demais, que não tivemos tempo para nada, que nunca conseguimos fazer tudo da forma que gostaríamos, e que todo ano é assim.

Acertei? Pois é!

Somos levados pelo cotidiano, não é? Bom, pelo menos é assim que me sinto. Uma pressa constante. Não pretendo descobrir o motivo e muito menos a cura para essa realidade.

O tempo continua do mesmo jeito. O que muda é como encaramos tudo. Em 2015 senti o tempo passar super devagar no final da minha gravidez. E agora estou absolutamente certa de que passou rápido demais durante minha licença maternidade.

gestante

Não consegui organizar nada do que queria. Não li metade do que preciso. Não coloquei em prática nenhuma das coisas que planejei para o período. Fui supreendida por uma falta total de controle de minha própria vida e estou tentando me encontrar nisso tudo. A única coisa que quero é continuar  encontrando pedaços de felicidade no meio disso tudo 😀

selfie

Sei que não dei muita atenção para vocês, e espero que me entendam. Esse tempo que tirei para me dedicar a maternidade não volta mais, então estou me dando ao luxo de aproveitar ao máximo para passar bastante tempo com meu filho. Até porque sei que em alguns dias vou ser atropelada e levada de novo pelo tempo…

Desejo muitas felicidades para vocês em 2016! E não deixem o tempo enganar vocês, ok? Sejam muito felizes!!!

Um beijo no coração,

Mari

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *